Cursos de Arte em Franca/SP

Cursos de Arte em Franca/SP
artiloka@gmail.com

terça-feira, 10 de maio de 2011

“Je t’aime moi non plus”

Curiosamente quando ouvi esta música, decidi pesquisar de que época era, então descobri que além de ser de 1969, também era reconhecida como a música mais sexy do mundo, veja o texto escrito por Robson Sales para o site Fonte: http://www.atrilhasonora.com/


A música mais sexy do mundo

O francês Serge Gainsbourg pode não ser o cara mais bonito do mundo. Mesmo com orelhas grandes e olhos esbugalhados, o artista encantou as maiores musas de sua época. Pela cama de Gainsbourg passaram Brigitte Bardot, Jane Barkin, Caterine Deneuve, Isabelle Adjani, France Gall, Françoise Hardy e Vanessa Paradis, isso para ficar nas mais famosas.


O francês Serge Gainsbourg em pose para uma revista

Na arte musical, Gainsbourg sempre foi um artista versátil, fazia trilhas para cinema e gravava duetos com suas musas. Seu primeiro disco foi em 1958, ‘Du Chant à la Une!’. Porém, a canção mais famosa do francês foi “Je t’aime moi non plus”, gravada com sua esposa à época, Jane Birkin, somente 11 anos depois do primeiro LP.

“Je t’aime moi non plus” é a música mais sexy do mundo, influenciando outros músicos e sendo lembrada até hoje. Os gemidos sensuais da canção são da própria Birkin. Segundo a lenda, os dois gravaram os gemidos durante uma verdadeira noite de amor.

A imprensa francesa dizia que os gemidos, suspiros e gritinhos de prazer de Jane Birkin davam a impressão de ouvirem duas pessoas fazendo amor. A música, claro, foi taxada de indecente por alguns. A primeira vez Gainsbourg tocou em público foi em um restaurante em Paris, logo depois que lançou o single. Birkin percebeu o sucesso da canção quando os clientes começaram a deixar os garfos e as facas na mesa para prestar atenção na música.

Depois do sucesso de “Je t’aime moi non plus” com a inglesa Birkin, várias outras versões surgiram. Em 1986, o próprio Gainsbourg lançou a música com uma das maiores musas de todos os tempos: Brigitte Bardot. Novamente, diz as fofocas, os gemidos são de uma transa verdadeira.


Vamos então ouvir a música

Nenhum comentário: